Telemóvel sempre carregado – miniBatt
22Dez, 2017
0Comments

Telemóvel sempre carregado

O fundador da miniBatt conta que ficar sem bateria no telemóvel a meio do dia gera «angústia» e que, por isso, a miniBatt procura oferecer soluções para esse problema. «Não ter medo de não poder atender uma chamada de telefone ou responder a um email», acrescenta.

A miniBatt disponibiliza dispositivos sem fios para carregar telefones

A empresa quer conseguir que a bateria sem fios se propague como aconteceu com a ligação Wi-Fi

Bateria sem cabos. Carregar o telefone «por indução», com a mesma técnica que se utiliza para cozinhar. É tão fácil como isso. Essa é a aposta da miniBatt, empresa catalã que permite aos seus utilizadores carregar o telemóvel sem fios.

«Hoje em dia, tudo tem de ser elétrico e todos nós temos o nosso dispositivo móvel. O nosso objetivo é eliminar a ansiedade que as pessoas têm quando ficam sem bateria. O medo de não poder receber uma chamada ou não enviar o último correio eletrónico», explica Jordi Gilberga, fundador da miniBatt. «Apresentamos soluções para poder facilitar o acesso ao carregamento», comenta.

TECNOLOGIA POR INDUÇÃO

«O carregamento sem cabos funciona por indução. No dispositivo que a miniBatt disponibiliza, existe uma bobina que emite a corrente elétrica, enquanto nos telemóveis existe outra bobina que atua como recetora e recebe a carga. Transmite-se sem cabos», explica Gilberga.

Contudo, o fundador da miniBatt explica ainda que «nem todos os telemóveis têm esta bobina, dado que se trata de uma tecnologia muito recente». «Mas, pouco a pouco, este elemento vai sendo incorporado em quase todos os modelos», conta.

Para aqueles que não têm esta bobina recetora, a miniBatt desenhou adaptadores para que todos os telefones possam beneficiar da sua tecnologia. «Existem várias opções, desde capas de telemóvel ou baterias externas», conta Gilberga.

RESTAURANTES COM BATERIA SEM CABOS

No entanto, a companhia não se conforma só com o carregamento por indução e quer, também, que o carregamento de telemóveis sem cabos se estenda pelas cidades como já o fez o uso do wi-fi.

É por isso que a miniBatt se dirige a dois tipos de clientes: utilizadores que queiram incorporar estes dispositivos em suas casas, e estabelecimentos, como restaurantes, salas de espera, cabeleireiros, bibliotecas ou aeroportos.

«O valor acrescentado que antes era ter ligação wi-fi no seu estabelecimento, já não existe. Agora, o nosso serviço é o que acrescenta qualidade», acrescenta Gilberga. Com esta aposta, a empresa tem cerca de 50 estabelecimentos em Barcelona e espera poder ir ampliando o seu catálogo de sítios que oferecem o serviço de carregar o telemóvel.

Com esta segunda linha de negócio, a miniBatt pretende lançar uma aplicação móvel através da qual se possam geolocalizar os locais que oferecem os serviços da empresa. «Vai ser possível passar na rua e ver quais são os estabelecimentos mais próximos para recarregar o telemóvel, quando ficarmos sem bateria», descreve o fundador.

APRENDER COM O EXEMPLO

Criada em 2014 e com uma faturação de 1,4 milhões de euros em 2015, esteve presente este ano na quarta edição do 4YFN, iniciativa impulsionada pelo Mobile World Congress. A empresa apostou neste cenário para dar a conhecer o seu produto de uma forma prática. Desta forma, a companhia contou com quatro estações de carregamento, que permitiram aos participantes deste evento carregarem os telemóveis e tablets.

Fonte: www.elperiodico.com